Monthly Archives: novembro 2018

//novembro

“Saio do Brasil mais encorajada para difundir a fraternidade”, diz Maria Giovanna Rigatelli

Responsável do Grupo Internacional Comunhão e Direito, Maria Giovanna Rigatelli, esteve no Brasil para participar do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e do I Congresso do IEDF, no STJ, entre os dias 7 e 9/11Uma atmosfera de diálogo e fraternidade tomou conta do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, nos dias 7, 8 e 9 de novembro, por ocasião do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e do I Congresso do IEDF (Instituto Brasileiro de Educação em

Professora Chiara Lubich é homenageada no último dia do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade

O último dia do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e do I Congresso do Instituto Brasileiro de Educação em Direitos e Fraternidade (IEDF) foi marcado por uma homenagem à professora e escritora Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares, cuja finalidade é contribuir para a unidade e a paz mundial, com o lema “que todos sejam um”. A placa de homenagem foi entregue pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Reynaldo Soares da Fonseca aos representantes do movimento Carina France Araújo e

Lançamento de obras sobre direito e fraternidade movimenta STJ

Como parte das atividades do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade, que acontece no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foram lançadas nesta quinta-feira (8) quatro obras relacionadas ao tema. Além de coordenador científico do congresso, o ministro do STJ Reynaldo Soares da Fonseca é autor de artigo publicado em um dos livros. No evento, realizado no Espaço Cultural STJ, foram lançados os seguintes títulos: Direito e Fraternidade: em Busca de Concretização; Criança, Consumo e Publicidade – Por uma Sociedade Fraterna;

Sistema de justiça é tema de debates nos congressos sobre fraternidade

Com painéis sobre mediação, conciliação e justiça restaurativa, o sistema de Justiça foi o tema principal dos debates da tarde desta quinta-feira (8) no IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e no I Congresso do Instituto Brasileiro de Educação em Direitos e Fraternidade (IEDF), que se realizam no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ).Carlos Augusto Alcântara Machado, professor universitário e procurador do Ministério Público de Sergipe, abordou o tema “O Resgate da Fraternidade no Sistema de Justiça”. Ele falou sobre o constitucionalismo

Congressos no STJ discutem papel da fraternidade na construção de uma sociedade democrática

“Uma sociedade verdadeiramente democrática é uma sociedade fraternal por definição.” Assim o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto inaugurou, nesta quinta-feira (8), sua conferência “Constitucionalismo Fraternal: o Novo Paradigma do Direito”, durante o IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e o I Congresso do Instituto Brasileiro de Educação em Direitos e Fraternidade (IEDF). Os eventos acontecem até sexta (9) no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ).Para Ayres Britto, o constitucionalismo, ou democracia fraternal, seria o ponto de afunilamento

Direito existe para pacificar, diz presidente do STJ ao abrir congressos sobre fraternidade

“O direito é, antes de tudo, uma expressão de amor, de conciliação. O direito existe para pacificar a sociedade, e a pacificação se faz com aquilo que temos de melhor dentro de nosso coração, que é o amor. A fraternidade não é uma caridade: é algo muito mais significativo.” A afirmação do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, marcou na noite desta quarta-feira (7) a abertura do IV Congresso Nacional de Direito e Fraternidade e do I Congresso