Instituto Brasileiro de Educação em Direitos e toda sua diretoria recebe MOÇÕES DE LOUVOR provadas por unanimidade pela Câmara Legislativa do Distrito Federal

No dia 01 de dezembro o Instituto Brasileiro de educação em direitos e toda sua diretoria recebeu MOÇÕES DE LOUVOR, pelos relevantes serviços prestados ao Distrito Federal e aos demais estados da Federação, aprovadas por unanimidade pela Câmara Legislativa do Distrito Federal. As moções são de autoria do senhor presidente da Comissão de Assuntos Fundiários, Deputado Claudio Abrantes.

 

O mês de dezembro teve início para o IEDF com uma homenagem que reconhece todo o trabalho que vem sendo realizado a quase uma década, o instituto realiza aulas presenciais e virtuais com objetivo de capacitar os jovens em vulnerabilidade da sociedade. O deputado distrital Claudio Abrantes realizou, a entrega de Moções de Louvor ao Instituto de Educação em Direito e Fraternidade (IEDF) e toda sua sua diretoria.

As moções foram propostas por Claudio Abrantes e tiveram aprovação por unanimidade na Câmara Legislativa do Distrito Federal. O evento foi realizado na sede do IEDF e contou com a presença de valorosos nomes do Direito e da Justiça no Distrito Federal.

A presidente do IEDF, Dra. Sandra Taya, falou do trabalho transformador do IEDF em meio às famílias. Ela também nominou diversos colaboradores do instituto, responsáveis pelo gestão e organização. O diretor-adjunto da Presidência do IEDF, juiz de Direito do TJDFT, Dr. Fábio Francisco Esteves, discorreu sobre a trajetória de transformação promovida pelo IEDF. Ele aproveitou para expressar repúdio ao racismo, esse grave mal que ainda ameaça a sociedade.

Com a palavra, Claudio Abrantes recordou sua infância humilde em Planaltina, destacando o quanto a atuação de um órgão como o IEDF pode trazer de positivo aos jovens. “Fiquei surpreso ao conhecer o trabalho do IEDF. Por meio de seu trabalho, jovens de classes mais vulneráveis da sociedade ganham voz”, disse.

O parlamentar lembrou seu primeiro mandato, sobre o desafio de produzir leis benéficas para o DF, e destacou o IEDF tem um papel fortemente instrutivo. “Encontrar o IEDF foi uma dádiva. Ele sana inquietudes, e enxergo o projeto como muito corajoso, pois é um desafio imenso promover a fraternidade”, disse.

Em suas falas, os membros da mesa compuseram um painel sobre o IEDF e sua atuação. A primeira vice-presidente, Dr. Rafaela Silva Brito, traçou um histórico do instituto e fez uma contextualização do IEDF em meio à sociedade. O diretor acadêmico, ministro do STJ Dr. Reynaldo Soares da Fonseca, abordou os desafios enfrentados e o papel do instituto na formação da cidadania, levando o conhecimento aos jovens do DF e do Brasil.

A deputada federal Erika Kokay falou sobre a luta do IEDF pela fraternidade em oposição a uma situação de “naturalização da violência”. Também criticou as mazelas das segregações sociais. Em suas palavras, citou a poetisa goiana Cora Coralina e o educador Paulo Freire: “O saber é construído em vários lugares”, parafraseou.

Como encerramento da solenidade, foram entregues cerca de 25 Moções de Louvor, em reconhecimento ao trabalho do IEDF e daqueles que atuam junto ao instituto.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »